Passeio à Morretes e Antonina parte 1: Estrada da Graciosa

Bom dia galera, tudo bem?

Hoje vou dar uma dica de uma viagem para quem gosta de um lugar mais sossegado, com aquele clima “retrô” que apenas as cidades históricas tem!

Morretes é um município brasileiro extremamente charmoso situado na região litorânea do estado do Paraná (aproximadamente 80 km de Curitiba). A cidade é cortada pelo famoso rio Nhundiaquara e cercada pela Mata Atlântica (já deu para perceber que o visual é sensacional antes mesmo de ver as fotos, não é?).

Há pouco mais de um mês atrás eu fiz um passeio muito lindo e quente (sim, muito quente, a temperatura chegou a 40º C nesse dia) que rendeu MUITAS fotos, muitas calorias e claro, muitas lembranças incríveis!

Existem duas formas de se chegar em Morretes (além da convencional pela BR 277) que todos (pelo menos todos os curitibanos) devem conhecer: De trem, pela Serra do Mar Paranaense e de carro/moto/bike pela famosa e charmosa Estrada da Graciosa.

Essa minha última ida à Morretes eu resolvi fazer pela Estrada da Graciosa.

A Estrada da Graciosa  (Rodovia PR 410) foi inaugurada em 1873 e interliga a cidade de Curitiba às belas cidades de Antonina e Morretes. É considerada um dos trechos mais bem preservados e bonitos do Brasil e por isso foi declarada pela UNESCO como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. A Estrada foi feita em pista simples e em uma pavimentação que varia entre asfalto, paralelepípedos (eu sei que você está aí tentando falar essa palavra várias vezes sem errar) e pedras, portanto, vá com calma, não ultrapasse o limite de velocidade permitido e vá parando nos pontos de mirantes e quiosques para melhor admirar a vista e claaaro, tirar muitas fotos, como essas:

Os recantos são: Engenheiro Lacerda, onde há um mirante em que se pode observar a vista da baía de Paranaguá; Rio Cascata; Grota funda; Bela Vista; Curva da Ferradura; Parque Mãe Catira, onde a maioria dos turistas fazem uma parada para um banho gelado e gostoso de rio.

Portanto, ao meu ver, as dicas mais importantes para quem quer se encantar com as belezas dessa Estrada são: Acordar cedo, pois tendo em vista que se trata de uma estrada com pista simples e limite máximo de velocidade permitida de 40 km/h, a tendência lógica é lotar! Optar por dias de sol, pois a visibilidade costuma ser prejudicada por conta dos nevoeiros; Levar câmera fotográfica para registrar cada momento; Ir com uma roupa confortável e levar uma roupa extra, para o caso de não conseguir resistir a um delicioso banho de rio. E pronto, seja feliz!!

Espero que tenham gostado das dicas e sintam-se a vontade em dar sugestões, contar experiências e tirar eventuais dúvidas!

No próximo post irei falar um pouco sobre Morretes, dar dicas e postar algumas fotos!

🙂

Beijosss

( As regatas e o top cropped que estou usando nas fotos são da loja Lerrux )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s